A Oppidum dá-lhe as boas-vindas

Venha daí conhecer as novidades!

Alguém escreve direito por linhas tortas.
Mas não sabemos quem ou o quê, até porque a Caligrafia não é o nosso ramo. Sabemos, sim, que num ano tão meteorologicamente atípico que só permitiu vaticínios derrotistas, a colheita de ginja excedeu todas as expectativas, mesmo as mais optimistas.

Nas propriedades que circundam o Sobral da Lagoa, proveniência da nossa matéria-prima, a produção foi cinco vezes superior a qualquer um dos últimos quatro anos, estendendo-se o seu período por mais três semanas que nos anos transactos e com a maturação dos frutos a permitir duas apanhas distintas.

Não nos caberá analisar causas. Coube-nos assistir àquilo que poderemos chamar de fenómeno, que só ocorre de tantos em tantos anos, porque as condições climatéricas, propícias ao sucesso do ciclo da planta podem ser generalizadas, mas o Oeste e o seu microclima não podem nunca ser previstos, quanto mais caber em padrões.

Qualidade ímpar indiscutível, sim, mas nem sempre isso coincidirá com a quantidade a que este ano assistimos. Pelo contrário, o que muitas vezes (ou vezes demais) acontece é as costumeiras chuvas de Abril, este ano inexistentes, levarem a flor que se tornaria fruto. Assim, o que nos cabe é, apenas, gratidão. E muito trabalho. Que dará frutos.

Cocktail do Mês - Moginja

Sabemos nós, porque aqui desenvolvemos a nossa arte, que o Oeste olha sempre com algum pasmo para o resto do país a braços com o calor. Mas não é por isso que, por outro lado, não sabemos qual a melhor maneira de aplacar a sede.

E se aqui, do alto do Sobral da Lagoa, um Moginja vinha agora a calhar, imaginamos o que não apetecerá em latitudes mais exóticas. Ainda por cima, é facílimo de fazer.

Veja como se prepara este delicioso Cocktail neste video: